quarta-feira, 5 de fevereiro de 2014


"A melhor crítica é a que é divertida e poética; não aquela, fria e algébrica, que, com o pretexto de tudo explicar, não sente nem ódio nem amor, e se despoja voluntariamente de qualquer espécie de temperamento [...]. 


A melhor análise de um quadro poderá ser um soneto ou uma elegia. [...] Para ser justa, isto é, para ter sua razão de ser, a crítica deve ser parcial, apaixonada, política, isto é, feita a partir de um ponto de vista que abra o maior número de horizontes."

Arquivo do blog

Seguidores