sexta-feira, 22 de abril de 2011


"Certamente  a mulher mais linda da cidade, de corpo flexível, estranho, sinuoso que nem cobra e fo­goso com os olhos: um fogaréu vivo ambulante. Espírito impaciente para romper o molde incapaz de retê-lo. Sempre muito animada ou então deprimida, com ela não há esse negócio de meio-termo".

Arquivo do blog

Seguidores